sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

A Igreja de Santa Isabel



HISTÓRIA - Fruto de uma promessa dos “Coronéis” Lundgren numa homenagem a sua mãe, a Srª Elisabeth Lundgren, a Igreja de Santa Isabel – Rainha de Portugal teve sua pedra fundamental lançada em 13 de janeiro de 1946, na visita pastoral do Arcebispo D. Miguel de Lima Valverde à Paroquia de Nossa Senhora dos Prazeres, que incluía Paulista e Abreu e Lima. Sua inauguração ocorreu quatro anos após, com missa e procissão comandadas pelo Arcebispo.

A Igreja de Santa Isabel possui estilo eclético (romano, neo- clássico, neo-gótico), tendo suas imagens dos altares, sido doadas pelos Lundgren, comerciantes, operários e devotos das redondezas. A pintura dos altares é obra do artista plástico Hidelbrando Eugênio, autor da bandeira da cidade do Paulista. As portas da Igreja foram feitas pelos próprios operários marceneiros da Fábrica Arthur, entre eles, Mestre Cláudio, o Sr. Luiz, o Sr. Januário e o Sr. Duda Bocão. Os vitrais foram trabalhados pela artista Aurora e restaurados em 1988, pelo Pe. Geraldo Leite Scj.

A única igreja católica existente no centro do Paulista, antes da construção da igreja de Santa Isabel até 1950, ficava dentro da fábrica velha e era de propriedade dos Lundgren (Capela de São José Operário, inaugurada em 1901 e demolida em 2001 para a triplicação da PE-15).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário